O Apocalipse & Você!
Capítulo 3 de Apocalipse

 Publicado em:  5/3/2008 



Capítulo 3 de Apocalipse


V - Igreja de Sardes


Sardes foi fundada no século 12 a.C. No passado, foi a capital da antiga monarquia lídia, um dos reinos mais ricos reinos do mundo antigo.

A antiga cidade de Sardes foi construída sobre um platô de rochas que se erguiam a 500 metros da planície. Era considerada uma fortaleza impenetrável; mas, em 1402, foi invadida e destruída por Tamerlane e nunca mais voltou a ser reconstruída.

O período relacionado à igreja de Sardes vai do ano 1517 d.C. ao ano 1821 d.C. Pouco mais de 300 anos. A palavra Sardes quer dizer: remanescentes ou "aqueles que estão escapando".

Apocalipse 3:1: "E Ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto".

Jesus se identifica como o Espírito Mensageiro. Mais uma vez, deixa claro que é onisciente e conhece todas as obras do Seu povo. Sardes teve um bom começo, pois carregava a bandeira das verdades bíblicas, trouxe o espírito da Reforma. Começou com uma história de glória e terminou em completa ruína.

I João 5:12: "Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida". Jesus se referiu a Sardes como Igreja que "tens nome de que vives, e estás morto" porque o povo daquela época estava aos poucos se afastando de Jesus Cristo.

Apocalipse 3:2-3: "Sê vigilante, e confirma os restantes, que estavam para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus. Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei".

A estratégia de Satanás, que antes era a perseguição contra o povo de Deus, passou a ser unir-se com a Igreja. Foi neste período, após a Reforma de Martinho Lutero que houve uma proliferação de denominações religiosas.

Jesus está pedindo para o povo guardar a verdade, mas Satanás percebeu que ele poderia entrar na igreja e deturpar a doutrina, causando assim separação e confusão.

Sardes simbolizava a igreja da Reforma, cobrindo os séculos XVI, XVII e a maior parte do século XVIII. O protestantismo foi fundado com um protesto contra as doutrinas e práticas corruptas do romanismo, mas a falta de conhecimento das Escrituras produziu debilidade espiritual e conformidade com o mundo.

Apocalipse 3:4-5: "Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso. O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos".

As pessoas que não se contaminaram, eram aquelas que, mesmo em meio à confusão de diversas denominações, se mantiveram fiéis à Palavra de Deus. Jesus afirma que estes fiéis ganhariam vestes brancas e teriam seus nomes registrados no Livro da Vida.

Apocalipse 19:8: "E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos". Os fiéis herdarão a Justiça de Cristo.
Apocalipse 3:6: "Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas". Todo ser humano, deve estar e ouvir o que Deus diz em Sua Palavra.

VI - Igreja de Filadélfia


Filadélfia se localizava em uma vasta colina, entre dois vales férteis. Esta igreja recebe elogios e nenhuma falha é mencionada contra ela. Esse tempo significa um período missionário, quando pregadores falavam sobre a mensagem de um grande despertamento religioso.

O período relacionado à igreja de Filadélfia vai do ano 1821 d.C. ao ano 1844 d.C. Período mais curto entre todos os outros.

Apocalipse 3:7: "E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre".

Jesus se identifica como Aquele que tem a chave de Davi. Quer dizer Aquele que tem toda autoridade e poder.

Apocalipse 3:8: "Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o Meu nome".

Jesus afirma que, para aqueles que se mantivessem fiéis, abriria uma porta e ninguém fecharia. Mas que porta é esta?

Apocalipse 11:19: "E abriu-se no Céu o templo de Deus, e a arca da Sua aliança foi vista no Seu templo; e houve relâmpagos, e vozes, e trovões, e terremotos e grande saraiva".
Porta da graça, salvação. Não era uma porta para o Céu, mas uma porta aberta no Céu. No santuário celestial, onde Jesus ministrava no lugar santo, foi aberta uma porta e Ele passou ao lugar santíssimo.

Neste momento da história, através da nova luz, novas verdades foram apresentadas, como por exemplo, a guarda de todos os 10 Mandamentos apresentados em Êxodo 20. Quando a porta no Céu se abriu, as portas das igrejas protestantes se fecharam.

Compromisso Com a Verdade


Apocalipse 3:9: "Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: Eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que Eu te amo".

Jesus está se referindo aos que dizem ser Seus seguidores, mas não são. O grande perigo atual está nas igrejas que pregam 95% da verdade. Por que basta ocultar os 5% restantes, que esta igreja automaticamente deixa de ser a de Cristo. Lembre-se sempre que para saber se você está no lugar certo é preciso que a Igreja pregue 100% das verdades bíblicas.

Apocalipse 3:10: "Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra".

Promessa de Deus para os filhos fiéis que iriam passar por aflições. Tempo de angústia. Deus promete proteção na hora da dificuldade.

Apocalipse 3:11: "Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa". Primeira vez no Apocalipse que Jesus coloca sua volta como fato iminente. Não é mais apenas uma promessa, mas o próprio filho de Deus fala com clareza que Sua volta está próxima.
Apocalipse 3:12: "A quem vencer, Eu o farei coluna no templo do Meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do Meu Deus, e o nome da cidade do Meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do Meu Deus, e também o Meu novo nome".

Aqui, Jesus promete ao filho fiel e vencedor três bênçãos especiais.

Apocalipse 3:13: "Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas". Ouçam o que Deus diz! Sigam a Palavra de Deus! Sigam a Verdade! É isso o que nos recomenda a Testemunha Fiel, Jesus.

VII - Igreja de Laodicéia


Laodicéia era uma cidade muito rica. A confiança em suas riquezas era tanta, que seus habitantes não aceitaram ajuda de Roma para reconstruir a cidade depois de um terrível terremoto que a destruiu. Sua riqueza vinha principalmente do comércio e dos juros bancários.

O período relacionado à igreja de Laodicéia vai do ano 1844 d.C. até os dias de hoje. Isso significa que as mensagens de Jesus para este período são para mim e para você. A mensagem é para nós, que levamos a bandeira das verdades bíblicas. Povo cristão que guarda os 10 Mandamentos e quem têm o testemunho de Jesus.

Apocalipse 3:14: "E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus".

Jesus se apresenta como o princípio da criação de Deus. A palavra usada no original, em grego, foi Arché, que significa: "origem ou agente da criação".

Apocalipse 3:15-16: "Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente. Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca".

Só estes dois versículos dariam um belo sermão, tamanha a importância do seu conteúdo. Jesus começa a mensagem com palavras extremamente fortes. Ele diz conhecer tudo o que eu e você fazemos.

Jesus conhece o que está em nosso íntimo. Ele conhece as intenções do nosso coração. Em seguida, Ele diz que não somos frios, nem quentes, somos pessoas mornas. Afirma também que preferiria uma das duas condições, menos a mornidão.

Uma Severa Condenação e Apelo


Jesus está falando aqui sobre a mornidão espiritual, em que vivemos nos dias de hoje. Estamos dentro da Igreja, guardamos os 10 Mandamentos, temos o testemunho de Jesus, cremos em Sua volta; mas, por acharmos que estamos com a bandeira da verdade, não precisamos mais trabalhar e nos comprometer com a pregação do Evangelho.

A mensagem aqui é para todos os cristãos nominais. Aqueles que falam muito bonito, mas que vivem contrários aos ensinos da Palavra. São os cristãos de bancos, que ouvem as lindas pregações e louvores, mas que não falam mais de Deus para ninguém. São os cristãos que se tornaram indiferentes espiritualmente.

Jesus usa uma série de adjetivos fortes e negativos para se referir ao povo morno. É um recado para todos aqueles que se acham bons a ponto de não precisarem de Deus. São aqueles que dizem ser conhecedores da verdade, arrogantes e presunçosos. A mensagem é para as pessoas que tem a pretensão de imaginar ser algo que não são.

Fria: É um estado desconfortável o bastante para saber que há algo errado. São as pessoas que desconhecem as verdades bíblicas, que vivem a vida conforme a sua vontade.

Quente: Esta condição representa uma igreja pronta a fazer o bem. Repleta do primeiro amor, do temor, adoração. Cheia de louvor, alegria e sabedoria.

Morna: Mistura de quente e frio. Mistura de mundanismo e religião, o que é nauseante para Cristo. Religiosa o bastante para não desprezar o Seu nome, mas mundana demais para assumir uma posição firme e unida ao lado dEle.

O problema não é doutrinário, mas comportamental.

É uma mensagem de Deus para todo cristão que se encontra nesta condição de mornidão, acordar. É o chamado para um despertamento espiritual! É um severo ataque ao conformismo religioso e à acomodação laodicena!

Apocalipse 3:17: "Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu".

Aos presunçosos e arrogantes, Jesus os coloca nas condições de:

Desgraçados: Dignos da misericórdia de Deus;
Miseráveis: Dignos de pena;
Pobres: Pobreza espiritual, falta de dedicação, trabalho, oração;
Cegos: Falta de visão. Cega para as necessidades alheias, para a necessidade da pregação do evangelho;
Nus: despidos, desprovidos das vestes de glória e beleza que devem adornar a igreja de Deus;

Apocalipse 3:18: "Aconselho-te que de Mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas".

Através do Seu inexplicável amor, Jesus dá a receita para os que necessitam de cura. Chama Seu povo para comprar dEle ouro e roupas brancas.

Jó 23:10: "Porém Ele sabe o meu caminho; provando-me Ele, sairei como o ouro". Jesus nos convida a nos purificarmos e a refinarmos a nossa fé.

Apocalipse 19:8: "E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos". Os fiéis herdarão a Justiça de Cristo. Jesus nos chama para nos despirmos de nossa própria justiça e vestirmos a Sua.

Atos 10:38: "Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele". O colírio é o Espírito Santo.

Efésios 1:18: "Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos". O trabalho do Espírito Santo é iluminar nossa mente, abrir nossos olhos para que enxerguemos o que Deus tem para nos mostrar.

Apocalipse 3:19: "Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te". A repreensão de Deus são expressões de amor; porque, através delas, Ele espera que nós voltemos para Sua verdade.

Não Deixe Jesus Fora de Sua Vida!


Apocalipse 3:20: "Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo".

Um dos mais lindos versículos da Bíblia. É interessante notar que anteriormente Jesus também fala de uma porta. Mas Ele tinha a chave para abri-la. Aqui Jesus afirma que Ele está à porta e precisa bater, logo, entende-se que Ele está do lado de fora.

Esta porta representa o meu e o seu coração. Jesus está ali, a todo o momento, batendo para que nós possamos abrir.

Jesus não força a entrada pela porta do nosso coração. Ele valoriza nossa liberdade de escolha. Respeita nosso livre arbítrio.

Apocalipse 3:21: "Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como Eu venci, e Me assentei com Meu Pai no Seu trono".

Os que abrirem o coração a Jesus estarão ao lado dEle no Céu.

Apocalipse 3: 22: "Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas". Povo meu, ouça! Atenda ao clamor do Espírito Santo! Aceite os apelos e advertências solenes da Palavra de Deus! Aceite o chamado, meigo e suave, de Jesus!

Não Percam Nosso Próximo Estudo: A Visão do Trono de Deus!

Textos da jornalista Graciela Rodrigues, inspirados nas palestras do advogado Dr. Mauro Braga, São Paulo, SP.
 

IMPRIMIR PÁGINA | FECHAR PÁGINA