Graciela E. Rodrigues
A Volta de Jesus

 Publicado em:  19/12/2008 

A Volta de Jesus

 

 

 

Uma das mais incríveis profecias bíblicas trata da volta de Jesus a este mundo.  Como se dará esse acontecimento? Quem verá a volta de Jesus? Quem estará presente nesse dia?

 

 

A verdadeira transformação

 

 

I Coríntios 15:51 – “Eis que vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados, num momento, num abrir e fechar de olhos, ao soar a última trombeta. Pois a trombeta soará, e os mortos ressurgirão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

 

Seremos transformados. Esta é uma das mais importantes promessas registradas na Bíblia. A transformação milagrosa acontecerá num abrir e fechar de olhos. Quer dizer, num simples piscar de olhos os salvos serão transformados e resgatados para viver a eternidade ao lado de Deus.

 

Aquele que conviveu com uma deformidade física terá o seu corpo perfeito.. O cego verá. O mudo falará. O paralítico andará. O surdo ouvirá.. Quem sofria de uma doença grave, será curado. Que promessa!

 

 

A promessa da volta de Jesus

 

 

João 14:1-3 – “Não se turbe o vosso coração. Credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar. E se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estou estejais vós também.”

 

A promessa da volta de Jesus a este mundo para concluir o plano de redenção do homem, é repetida mais de 2.500 vezes nas Escrituras Sagradas. “Virei outra vez”, disse Jesus. Essa é a maior esperança do cristão.

 

Jesus jamais deixou de cumprir uma só promessa. E Ele prometeu voltar. Isso é tudo de que precisamos para acreditar.

 

 

Os ímpios serão convencidos de que estavam errados

 

 

Judas 14 – “Concernente a estes profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão: Vede, o Senhor vem com milhares de seus santos, para fazer juízo contra todos, e para fazer convictos todos os ímpios, acerca de todas as obras ímpias que impiamente praticaram, e de todas as duras palavras que ímpios pecadores contra ele proferiram.”

 

Além de vir executar a tão esperada justiça de Deus, que mais fará Jesus em sua segunda vinda? Ele demonstrará aos ímpios o seu erro e – o mais importante – eles se renderão às evidências e reconhecerão que estiveram totalmente equivocados. Serão convencidos do quanto estavam errados.

 

Dá para imaginar a importância disso? Sim, porque, por ora, aqueles que pregam o evangelho são expostos ao ridículo, especialmente em determinados círculos tidos como mais intelectualizados.

 

Notadamente nos meios artístico e cultural, muitos são os que debocham dos princípios contidos nas páginas da Bíblia. Entretanto, o que o verso acima nos revela é que haverá um tempo – e está próximo – em que os ímpios perceberão claramente que se comportaram como tolos ignorantes. Mas, então, será tarde demais.

 

Deus não executará Sua justiça nessa Terra, sem antes convencer os pecadores de seus erros. Mas, nem por isso, manifestarão sincero arrependimento. Talvez, seja este o maior castigo. Ter de admitir haver jogado fora a eternidade em troca de alguns prazeres que jamais trouxeram paz e felicidade, muito pelo contrário.

 

Ser forçado pelas evidências a curvar os joelhos diante de Deus e reconhecer Seu amor e Sua justiça, antes de ser consumido e relegado ao esquecimento eterno. Pior do que a perda da vida eterna é o reconhecimento de que ela foi desperdiçada por causa de orgulho e teimosia.

 

Aqueles que viveram regidos por suas próprias regras e princípios terão de conhecer a justiça de Deus. Quanto remorso haverá no coração dos que menosprezaram o imenso amor de Deus! Mas, agora, ainda é tempo de arrependimento. Jesus continua apelando ao coração dos que O rejeitam, a fim de que se convertam dos maus caminhos e aceitem a oferta de salvação.

 

 

A vinda de Cristo trará recompensa

 

 

Mat.16:27 - "Porque o Filho do homem há de vir na glória de Seu pai, com os Seus anjos, e retribuirá a cada um conforme as suas obras." Apoc.22:12 - "E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras".

 

 

De que forma Jesus virá?

 

 

Mateus 24:30-31 – “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem, e todos os povos da Terra se lamentarão e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará seus anjos, com grande clangor de trombetas, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.” E mais. Mateus 24:27 – “Pois assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.” 

 

 

A segunda vinda de Cristo será pessoal, corpórea, literal e visível

 

 

João 14:3 – “Virei outra vez”. Cristo virá em pessoa.

I Tessalonicenses 4:16 – “Pois o mesmo Senhor descerá do céu”. O mesmo Jesus voltará de forma corpórea e literal.

Atos 1:11 – “Esse Jesus... há de vir, assim como para o céu o vistes ir”. A volta de Jesus será plenamente visível.

 

 

Jesus virá diante de todas as nações da Terra

 

 

Mateus 25:31-33 – “Quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória. Todas a nações se reunirão diante dele, e ele apartará uns dos outros, como um pastor aparta dos bodes as ovelhas. Ele porá as ovelhas à sua direita, e os bodes á sua esquerda.”

 

Na Sua vinda, acompanhado de todos os anjos do Céu, Jesus vai separar os justos e os ímpios de todas as épocas. A separação ocorre diante de todas as nações da Terra.

 

 

O que acontecerá com os ímpios, quando Jesus voltar?

 

 

II Tessalonicenses 2:8 – “E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo sopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda.”

 

A vinda de Jesus provocará uma reação sobrenatural. A simples aparição de Cristo no céu, ao lado dos anjos, com todo o esplendor da Sua glória, será suficiente para revelar os ímpios, e estes, nesse exato momento, serão fulminados e mortos. Por que razão? Porque nenhum pecador, a não ser os que estão justificados em Cristo, pode resistir à santidade de Deus.

 

A presença divina, por si só, aniquila o pecador, pois a santidade de Deus age sobre o pecado como o inseticida no inseto. Ela extermina o pecado, atingindo também aquele que a ele está apegado. Por essa razão mesma é que a natureza pecaminosa nos impede de ver Deus, desde a expulsão de nossos pais do jardim do Éden. 

 

Portanto, quando aparecer em glória no Céu , Jesus desfará os ímpios impenitentes pelo esplendor da Sua vinda.  

 

 

O aparecimento é universal

 

 

Apocalipse 1:7 – “Vede, ele vem com as nuvens e todo olho o verá, até mesmo os que o trespassaram, e todas as tribos da terra se lamentarão sobre Ele.”

 

De qualquer ponto da Terra a volta de Jesus será vista. Isso significa um grande e inexplicável milagre. Assim, quando a Bíblia informa que todo olho verá a volta de Jesus a este mundo, ela está dizendo que em qualquer lugar deste Planeta a aparição de Jesus será presenciada no mesmo instante.

 

Quem estiver no Brasil; no Japão; nos Estados Unidos; na Austrália, ou em qualquer outro lugar, poderá ver Jesus voltando. Todas as pessoas vão vê-Lo simultaneamente. Portanto, é claro que se trata de um poderoso milagre. A mente humana e finita não consegue explicar.

 

 

Promessa da ressurreição dos mortos

 

 

I Tessalonicenses 4:13-14 – “Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. Cremos que Jesus morreu e ressurgiu, assim também cremos que aos que dormem em Jesus, Deus os tornará a trazer com Ele.”

 

Já falamos sobre a transformação que ocorrerá na vinda de Cristo. Os justos que dormem nas sepulturas serão ressuscitados e transformados, porque “Deus os tornará a trazer com Ele”.

 

Em razão dessa promessa o apóstolo Paulo nos adverte: “Não quero que sejais ignorantes a respeito dos mortos, para que não vos entristeçais como os demais, que não têm esperança.” Isso é uma realidade. Quando se vai a um velório, é muito comum presenciar o desespero de pessoas que não conhecem a revelação de Deus...

 

É freqüente testemunharmos alguém se atirar ao chão, a ponto de ser necessário o uso de calmantes para abrandar o seu sofrimento, exatamente porque não tem esperança, conforme explica a Palavra de Deus. Para muitos, após a morte não existe mais nada. Por não crerem nas promessas de Deus, entram em desespero.

 

Entretanto, os cristãos têm conhecimento das revelações contidas na Bíblia. Por isso, Paulo adverte que não podemos nos comportar diante da morte como aqueles que ignoram as promessas de Deus. Não podemos enfrentar a morte como aqueles que não têm esperança. Sabemos que os que morrem justificados em Cristo, serão ressuscitados e transformados para a vida eterna. Essa é a grande esperança pela qual vive o cristão.

 

Como é bom viver com esperança! Como é bom crer em Deus e não entrar em desespero como os que vivem sem luz! Que bênção saber que a morte não é o fim de tudo; mas, ao contrário, é o começo da eternidade para aqueles que tem Jesus Cristo como Salvador e Senhor! Vivem em paz os que crêem nas promessas de Jesus.

 

 

Que acontecerá com os justos mortos, quando Jesus voltar?

 

 

I Tessalonicenses 4:15-16 – “Dizemo-vos isto pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Pois o mesmo Senhor descerá do céu com grande brado, à voz do arcanjo, ao som da trombeta de Deus, e os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro.”

 

Jesus aparecerá em glória nas nuvens no Céu, rodeado por milhões de anjos. Todos os olhos da Terra O verão. Que acontecerá então? “Os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro”.

 

Logo após a destruição dos ímpios pelo esplendor de vinda do Senhor, o primeiro evento a ocorrer é a ressurreição dos que morreram justificados em Cristo. Ao tempo em que Jesus vier, a maioria do Seu povo estará dormindo o sono da morte. Por isso, um dos fins primordiais da Sua vinda é despertar os justos que dormem, dando-lhes existência imortal. 

 

 

O que acontecerá com os justos vivos, quando Jesus voltar?

 

 

I Tessalonicenses 4:17 – “Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor.”

 

Os justos vivos presenciarão a ressurreição dos mortos, para, após a transformação de seus corpos em um corpo imortal, serem ambos arrebatados para encontrar o Senhor nos ares. Portanto, Jesus não voltará a pisar na Terra. Os salvos irão ao Seu encontro nos ares.

 

Dá para imaginar esse momento? Os salvos de todos os tempos sendo arrebatados para o encontro de Jesus nos ares? Quem garante o cumprimento dessa promessa é Jesus Cristo. Por que então sofrer diante da morte, quando a nossa esperança é a vida eterna?

 

 

Teoria do arrebatamento secreto

 

 

Há uma teoria a respeito da segunda vinda de Cristo, largamente pregada entre cristãos, e aceita por grande número deles, no sentido de que a volta de Jesus será secreta, pois só será percebida através do desaparecimento dos salvos. Esse acontecimento é por eles denominado o “arrebatamento da igreja”. De acordo com essa crença, a vinda de Cristo se dividiria em duas fases, separadas por um período de sete anos.

 

Porém, você pode vasculhar toda a Bíblia e não encontrará essa doutrina em nenhuma de suas páginas. Na verdade, ela é extraída basicamente da interpretação equivocada de uma passagem bíblica. A seguir:

 

Mateus 24:38-40 – “Pois assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, até que veio o dilúvio e os levou a todos – assim será também a vinda do Filho do homem. Então, estando dois no campo, será levado um e deixado o outro. Estando duas moendo no moinho, será levada uma e deixada a outra.”

 

Este verso é muito usado pelos que defendem a doutrina do arrebatamento secreto. Dizem: Um será deixado e o outro será levado. Utilizar um verso fora de contexto para criar uma doutrina é muito perigoso, como já dissemos. Vamos ver pelo contexto que esse verso não está falando absolutamente de arrebatamento secreto. Muito pelo contrário.

 

Vejamos o contexto. O verso 39 diz: “e não o perceberam até que veio o dilúvio e os levou a todos”. Durante 120 anos, Noé comunicou ao povo as advertências divinas, mas em vão. Até que veio o dilúvio e os levou a todos, ou seja, os destruiu. Todos morreram. Sobreviveram apenas Noé e sua família, porque estavam dentro da arca. O mesmo verso 39 conclui, dizendo o seguinte: “até que veio o dilúvio e os levou a todos – assim será também a vinda do Filho do homem.” Logo em seguida, feita a comparação do que aconteceu no dilúvio com a vinda de Jesus, o verso 40 diz: “Então, estando dois no campo, será levado um e deixado o outro”.

 

Ora, que fez o dilúvio? Destruiu a todos os que não creram na mensagem de advertência. O mesmo se dará na vinda do Filho do homem. Os ímpios impenitentes serão destruídos pelo esplendor da Sua vinda. E os justos herdarão a vida eterna.

 

 

A volta de Cristo não é secreta

 

 

A Bíblia declara: Hebreus 9:28 – “aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que O esperam para salvação.” Jesus aparecerá a todo mundo, não somente à igreja, com o fim de arrebatá-la; e não só aos justos – mas a todo habitante da Terra. De modo irrefutável, diz a Bíblia: Mateus 24:30 – “Todas as tribos da Terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória”. 

 

 

Objetivos da segunda vinda de Cristo

 

 

Ressuscitar os mortos (I Tess.4:16); executar o julgamento (II Timóteo 4:1); salvar Seu povo (I Tess.4:17); destruir o pecado e todos os que com ele estão aliados, inseparavelmente (II Tess.1:7-8 e 2:8; Isaias 11:4; Apocalipse 11:18); restaurar todas as coisas (Apocalipse 21:1-27); aniquilar a morte (Isaias 25:8-9; I Coríntios 15:26 e 54); reinar para sempre (Lucas 1:33; Daniel 2:44; Apocalipse 19:11-16).

 

Que cada um de nós faça sua parte, indo e pregando o evangelho eterno a todos os povos e nações. A vinda do Senhor está próxima. Bem aventurado é aquele que crê.

 

 

 

Texto da Jornalista Graciela Érika Rodrigues, inspirado na palestra do advogado Mauro Braga.

IMPRIMIR PÁGINA | FECHAR PÁGINA